Friday, February 12, 2010

Lições de escrita com Josep Pla e Eça de Queirós

Leio na revista Bravo! de fevereiro o seguinte:

Página 8, do editor, João Gabriel de Lima: "(...) Ele é mestre em história econômica pela prestigiosa London School of Economics. No período em que morou na capital do Reino Unido, André aprendeu (...)".

A capital do Reino Unido não é... Londres?

Página 16, de Denise Mota: "Foi o que ocorreu quando levou Ana e os outros, de 2003, para os festivais de Veneza e do Rio de Janeiro". E duas frases depois: "Os aplausos se repetiram com Uma semana sozinhos, de 2008, que a cineasta também exibiu na cidade italiana e que retrata (...)".

Ah! Veneza é uma cidade italiana!

Página 64, do mesmo João Gabriel de Lima: "A maior crítica de filmes da história da imprensa americana - Pauline Kael, da revista The New Yorker - escreveu (...)". E algumas frases depois: "(...) David Denby, que sucedeu Pauline Kael como crítico da mais influente publicação cultural americana, (...)".

Essa publicação é, por acaso, a New Yorker?

What the fuck?

Qual é o manual que diz que não se pode repetir uma palavra?

Uma das muitas lições que o escritor catalão Josep Pla nos deixou foi esta: chamem as coisas pelo seu nome. Um cachorro que é um cachorro na linha 1, não pode virar um cão na linha 4.

E no romance A cidade e as serras, Eça escreveu esta sugestiva frase (sobre Paris, visto desde Montmartre): "Sob o céu cinzento, na planície cinzenta, a Cidade jazia, toda cinzenta, como uma vasta e grossa camada de caliça e telha".


PS: No mesmo número da revista, há uma matéria sobre "o escritor italiano Ezra Pound". *@#!#I!! (Vou procurar os poemas escritos por ele em-- na língua de Dante.)

PS2: E o conto de Gilberto Noll nem consegui terminar. (Ana Santos na Bravo! já!)

3 comments:

ana said...

Huahua, agora que li esse post. :)

Roger said...

:) Esses da Bravo!, ai, ai. Tu merece uma revista melhor.

優次 (Yuji) said...

Saps que això de no repetir coses ens ensenyen a l'escola, tal com lo de "no es diu 'mais grande', ni 'mais pequeno'". M'han "ensinistrat" de tal manera que fins i tot a l'hora d'escriure un e-mail em preocupi una mica de si ho faig bé o no... xD