Friday, June 04, 2010

"Açúcar", de Ana Santos

... E depois da publicação de "O Fazedor de Guarda-chuvas" na Cult de dezembro de 2009, e de "O que não é um morango" na revista Ficções de maio de 2010 (essa eu não comentei, a Ana é muito Ana para essa revista, acho), tchanam!, Ana Santos na Bravo! de junho! Com "Açúcar" (um de meus contos preferidos) e "Chapéu-coco, saia de pregas". Ana com cada vez mais difusão (difusão nacional, tchê) e leitores e agora já escritora profissional! ($! ;) Falta menos para o livro O que faltava ao peixe e, quanto às revistas, só resta conquistar a Piauí!

Parabéns, Ana (e muita força).

Comprem, comprem! (Não está no site!)

12 comments:

ana said...

Ah, esses meus amigos exagerados... : )

Roger said...

Sincerely,
R. Cardús.

Anna Faedrich said...

Comprei a minha hoje, antes da aula de francês! Fui direto para o final da revista ler os contos...

U-a-u! Só tenho a dizer que o Ru NÃO é exagerado! É, realmente, muito bom! :)

Valeu! Ainda nem li a revista, só os contos, e já valeu! :)
Parabéns, Ana. Muito Ana.

Roger said...

Hihi!

Viu Ana? Não sou exageraduuuu!

Valeu Anna! (É que essa Ana não acredita muito nela, parece um cara que eu conheço.)

Beijo Anna! E Ana! Nossa, quanta Ana... (E as duas são MUIIITO!)

ana said...

Hehe, vocês são uns queridos! : )

Anonymous said...

Li "Açúcar" no site da Revista Ficções, uma ótima plataforma para novos autores, não entendi por que depreciar a revista, que publica autores desconhecidos. Passei por aqui enquanto navegava pela net e achei muito ruim o comentário. Enfim, o conto é bom, não sei por que ele não saiu na ÓTIMA Ficções.

Leitora da Revista Ficções que já publicou Bruna Beber, Ana Paula Maia e outros maiores!

Roger said...

Bom, eu não acho que essa revista seja ótima. Pelo que eu li, publica contos de qualidade muito desigual, e com descuido (erros) na edição... Também não gosto muito da Bravo! (acho que o conto da Ana a prestigiou, assim como alguns outros em outros números). Nem entendo por que o editor a compara com a New Yorker. A Bravo! está mais para a Time Out, ou seja, para um guia ou uma agenda cultural, o que também não e ruim...

Anonymous said...

Felizmente você não é autor. Bons autores não exibem tanta presunção. Certeza que a Ana não pensa como você, uma vez que já identificou seus exageros. Toda revista que se propõe a publicar autores DESCONHECIDOS é ótima. Por outro lado, ponto para você, que demonstra ser grande amigo da autora. Sucesso para Ana Santos.

Entusiasta de revistas como a Ficções, Bravo... hahaha

Alaor Ignácio said...

Ei, moçada! Vi a discussão lá embaixo nos comentários (ainda bem que está quase caindo da página). Roger, seu comentário é pertinente, sim. Ana, você é a melhor contista que li nos últimos tempos, e tenho esse hábito há "muitos tempos".
Beijo pra vocês.

Anonymous said...

Pessoas, opinem sobre o texto do autor, não sobre quem os publica. Aliás, opinião, nada mais é que isso, pessoal, cada qual com a sua, disso vocês sabem, e na minha, com a qual vocês não precisam concordar, piora mais ainda quando parte de um publicitário. Oh, raça! Já que falaram mal de revistas que fazem o bem, vamos falar das profissões que fazem o mal? haha. Julgadores de revistas, hã, que seriam destes contos se não fossem elas, as revistas? Quem os leriam, os contos, os amigos do(a)s autor(a)es? Parem de bundices! Apoiem seus amigos sem rebaixar os veículos que os publicam. Agradeçam, como fazem os autores, do contrário, sejam vocês, amigos, os únicos leitores deles. Adios, descorados. Não fiquem bravos, é que discussões assim me irritam. Acho justo irritar também. Desculpas ao dono do blog, que nunca recebeu tantos comentários, e ao Alaor. Agradeça a quem iniciou essa discussão e diga que em partes, muitas inclusive, eu concordo com ela! kkk, divirtam-se. Bjs

Roger said...

Este blog já recebeu tantos ou mais comentários, sim. O que nunca recebeu foi julgamentos sobre o autor, e muito menos sobre terceiros que aqui comentam. Em geral recebe opiniões, mas não avisos sobre o que se pode opinar e o que não, nem "ordens". No blog não escrevo para irritar ninguém, e ninguém está obrigado a lê-lo. Também nunca escrevi normas sobre os comentários (deveria fazê-lo?), acreditando que serão sempre educados, essa é a norma geral na Internet.

Obrigado, Alaor, a Ana vai ficar emocionada com o que você diz.

Anonymous said...

o que eu estava procurando, obrigado