Wednesday, November 12, 2008

Divulgando a literatura em catalão 3

E meu colega de Oficina do ano passado, o Tiago, continua a ler Mercè Rodoreda! Leu La plaça del Diamant, A praça do Diamante, e achou "sensacional", "demais". A boa literatura não sabe de fronteiras, nem de línguas. E que vergonha, eu não li (ainda) esse romance. Roger preconceituoso: achei que La plaça... não podia ser melhor do que Mirall trencat, quando é, simplesmente, diferente - muito diferente, segundo o Tiago (e segundo a própria autora: eu soube por ele agora). E aplausos para a Planeta do Brasil (da todo-poderosa editora Planeta, de Barcelona), que está escolhendo com critério os livros que traduz e publica aqui.


PS: Sinopse no site da Livraria Cultura: Na Barcelona da década de 1930, Colometa, balconista de uma loja de doces, leva uma existência banal ao lado do pai. Durante um baile na praça do Diamante, Colometa conhece Quimet, um jovem impetuoso que se tornará seu marido. Com ele tem dois filhos e passa a criar pombos. A Guerra Civil toma de assalto a cidade, a aos poucos o universo de Colometa se desintegra. O marido parte para a luta, a comida acaba e os pombos representam um jugo insuportável.

2 comments:

uri said...

vale sí "Preconçeitoso" si quieres, pero yo ni siquiera me he leído "Mirall trencat" porque estava convencido que seria un bluff y que la rodoreda estaba sobrevalorada (es lo que suele pasar con los autores que te meten con embudo en el cole!!!!)

algún dia ho provaré, qui sap quan, qui sap on...

uri

Roger said...

Rodoreda sobrevalorada? Hein??? Tu que pots llegir en català, llegeix "La mort i la primavera", i fliparàs, la teva vida no serà mai mes igual. OK, m'he passat. Però fliparàs. És un llibre que fa por.